30 anos de prisão para acusados ​​de roubar transporte público em Tlalnepantla



Elias López Marín e Edgar Eduardo Hernández García foram condenados a 30 anos e quatro meses de prisão, assim que a Procuradoria-Geral do Estado do México (FGJEM) reconheceu o seu envolvimento no ato criminoso de roubo acompanhado de violência cometido em transporte. .

Eles foram presos por membros da polícia municipal de Tlalnepantla, após cometerem o roubo, em janeiro deste ano.

Membros da Secretaria de Segurança do Estado foram presos em 29 de janeiro deste ano, depois de ameaçarem funcionários da unidade de serviço público da Rota 17 com um objeto pontiagudo e roubarem-lhes bens e dinheiro.

As investigações conduzidas pelo Ministério Público de Edomex determinaram que os agora condenados naquele dia se fingiram de passageiros e embarcaram no referido ônibus de serviço público, na Avenida Presidente, bairro San Jerónimo Tepitlacalco, no município de Tlalnepantla; Há metros, ameaçaram as vítimas de cometerem este roubo.

No momento em que tentaram fugir, foram detidos por membros do SSEM, que os levaram perante o Ministério Público, autoridade que iniciou a investigação deste violento roubo de transportes públicos.

Foram então internados no Centro Penitenciário e de Reinserção Social de Tlalnepantla, à disposição da autoridade judiciária, que, após análise das provas recolhidas e apresentadas por esta representação social, proferiu esta sentença aos arguidos, e também aplicou multas aos arguidos. . E a suspensão dos seus direitos civis e políticos.

comentários

comentários