A Procuradoria-Geral do México obteve pena de 47 anos de prisão por homicídio em primeiro grau



A Procuradoria Geral do Estado do México (FGJEM) condenou Ricardo Hernandez Tovar, acusado de homicídio, a 47 anos e 6 meses de prisão.

Os atos pelos quais foi condenado foram cometidos em janeiro deste ano no município de Naucalpan. (Foto: Privado)

O crime ocorreu em janeiro deste ano no bairro Valle Dorado, na cidade de Naucalpan, durante uma reunião em que o agressor atacou a vítima com um objeto pontiagudo, o que o levou à morte.

A autoridade judiciária proferiu a decisão após avaliação das provas apresentadas pelo representante social, aplicando multas e suspendendo os direitos civis e políticos do condenado. A investigação revelou que Ricardo Hernandez Tovar agrediu fisicamente uma mulher na reunião, o que levou à intervenção da vítima que acabou por perder a vida devido à agressão do arguido.

Hernández Tovar foi detido pela Polícia Municipal de Naucalpan e levado perante o Ministério Público, dando início a um processo judicial. O FGJEM integrou a investigação do homicídio premeditado e o detido foi encaminhado a um juiz do Centro Penitenciário e de Reinserção Social de Tlalnepantla, onde foi proferido o veredicto de culpa.

comentários

comentários