A Secretaria de Águas apoia moradores de Chimalhuacan após o colapso de um tanque transbordante



A Secretaria de Águas informou que através da Comissão de Águas da Entidade (CAEM), o município de Chimalhuacan está sendo apoiado na remoção de detritos e no fornecimento de fluxo através de caminhões-tanque e na interligação da rede existente para restaurar a água potável. Estas medidas ocorrem após o colapso do tanque de armazenamento Adolfo López Mateos, no bairro de San Agustín.

Eles também estão trabalhando para restaurar a água, conectando a linha existente e melhorando o bombeamento (Foto: Exclusivo).

Para fornecer água, a CAEM mobilizou 10 camiões-cisterna em coordenação com a Organização Operadora de Água para distribuir recursos hídricos nas colónias, para cobrir temporariamente as necessidades de mais de 6.000 residentes que recebiam abastecimento do tanque. Ele desmaiou.

Por outro lado, foram utilizadas duas máquinas basculantes para remover entulhos, terra e pedras, estando também em curso trabalhos para ligar a linha de água potável existente e melhorar a bombagem para restabelecer o caudal.

Pessoal do CAEM, da Autoridade Operadora das Águas (ODAPAS) e da Proteção Civil Municipal chegaram ao local de emergência para isolar a área, evacuar os moradores do entorno e realizar diversas tarefas de extração de materiais.

O Governo do Estado do México, chefiado pela professora Delfina Gómez Álvarez, permanecerá atento ao estado da infraestrutura hidráulica para restaurar o abastecimento de fluido vital que a cidade de San Agustín, em Chimalhuacan, recebe o mais rápido possível. . .

comentários

comentários