As forças armadas permanecem na área






A Governadora do Estado do México, Delfina Gomez, informou que após os violentos incidentes registrados no município de Texcaltitlan, solicitou que as Forças Armadas permanecessem permanentemente na região, onde ocorreu um confronto na sexta-feira, deixando 14 mortos.

Explicou que os acontecimentos ocorridos em Texcaltitlán decorrem de uma situação regional que vinha fermentando há vários anos. (Foto: Privado)

Foi dito que atualmente irão reforçar a segurança nesta área do estado do México, para evitar a propagação do crime organizado. Segundo o ministro da Segurança, Andrés Andrade Tellez, 10 criminosos e quatro moradores foram mortos.

Acrescentou que ao tomar conhecimento dos acontecimentos foi implantada uma operação em coordenação com elementos da Procuradoria do Estado Mexicano.

Por sua vez, o Procurador-Geral do Estado do México, José Luis Cervantes Martinez, explicou que estes acontecimentos foram planeados pelo chamado palhaço, que pertence ao grupo criminoso Família Michoacana.

Segundo o responsável, esta agressão é secundária à agressão registada no dia 18 de março em Coatepec Harinas, onde foi registada uma emboscada contra membros da Secretaria de Segurança do Estado mexicana.

Segundo as investigações preliminares, há ainda sete feridos, dois dos quais são membros do grupo criminoso que praticou estes atos, e os restantes são residentes na zona.

comentários

comentários






Artigo anteriorAs principais diferenças entre o resfriado comum e a gripe