free web hit counter

As Torres Bicentenário são iluminadas em rosa para conscientizar a luta contra o câncer de mama



O combate ao cancro da mama é motivo de preocupação e preocupação para as instituições de saúde, que, em conjunto com as entidades privadas, tornam os resultados mais eficientes neste sentido, afirmou Horacio Duarte Olivares, Secretário-Geral do Governo, ao presidir à cerimónia de iluminação do Bicentenário. Torres.

Macarena Montoya Olvera, secretária de Saúde do estado, destacou a importância do autocuidado e da detecção oportuna, como elementos essenciais para o tratamento desta condição.

Ao comparecer com a representante da professora, Delfina Gomez Alvarez, Governadora do Estado do México, expressou seu agradecimento aos trabalhadores do setor da saúde pelo extenso trabalho que realizam em benefício da população mexicana, como parte essencial do política pública do estado atual. administração.

No âmbito do Dia Mundial do Cancro da Mama, o Secretário-Geral do Governo renovou a solidariedade às pacientes sobreviventes desta doença e aos seus familiares, considerando que a célula básica da sociedade constitui o núcleo importante para a superação desta condição que dilacera sociedade à parte. A vida das mulheres.

Nesta ocasião, a Dra. Macarena Montoya Olvera, Ministra da Saúde do Estado do México, afirmou que a iluminação das Torres Bicentenário em rosa representa o trabalho realizado por todas as instituições públicas e privadas, bem como organizações cívicas, para promover a informação e actividades de prevenção relativamente a uma das principais causas de morte de mulheres em todo o mundo.

O Dr. Montoya destacou que, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde, esta condição foi diagnosticada em 2020 em 2,3 milhões de mulheres e ceifou a vida de 685.000; No México, no mesmo ano, foram diagnosticados quase 30 mil novos casos e registadas mais de 7.900 mortes.

Ele disse que o cenário na entidade não é muito diferente, pois em 2022 foram confirmados tumores malignos de mama em 995 mulheres e foram registrados pouco mais de 900 óbitos.

Por isso, a ministra da Saúde apelou à população para que se informe, porque a redução dos factores de risco e a detecção atempada contribuem para travar a progressão e aumentar a taxa de sobrevivência.

Por sua vez, Baruch Peña Delgado, Coordenador de Saúde do Estado do México, e Ana Alicia Cordera Rivera, sobrevivente do câncer de mama, concordaram que o principal é conscientizar o autocuidado, promovendo estilos de vida saudáveis ​​e, antes de tudo, que se detectado precocemente tem maior chance de cura.

De referir que a cerimónia contou com a presença de Hilda Salazar Gil, Secretária da Controladoria. Alhaili Rubio Aronis, Ministro do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; Meralda Aguilar Patraca, Presidente da Autoridade de Operações Administrativas Descentralizadas do Estado do México Oeste do Instituto Mexicano de Seguridade Social (IMSS); Mónica Pérez Santin, Diretora do Instituto de Maternidade e Infância do Estado do México (IMIEM); E funcionários de vários departamentos da região.

comentários

comentários