free web hit counter

Começou a conferência internacional ISCEEM-SEDUC



Esta conferência internacional, “Diversidade Cultural nas Instituições Escolares. Uma Visão dos Educadores”, é um esforço do Instituto Superior de Ciências da Educação do Estado do México (ISCEEM), na qual são apresentadas análises e reflexões, desafios e oportunidades para as instituições educativas. em questões de diversidade. Assim se expressou o senhor Victor Sanchez Gonzalez, Subsecretário do Ministério de Educação Superior e Normal; Representando a professora Delfina Gomez Alvarez, Governadora do Estado do México; Mestre Miguel Angel Hernández Espejel, Ministro da Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação; Destacando que prestam homenagem a este tipo de evento.

O subsecretário de Educação Superior e Normal, professor Victor Sanchez, disse que o conhecimento da diversidade deve levar a uma vida emocional, moral e intelectual mais enriquecida.

Antes da abertura da conferência internacional organizada pelo órgão académico “Coexistência e Diversidade em Ambientes Escolares” do ISCEEM e moderada pelo Dr. Eduardo Blanco Rodriguez; Disse que o Instituto tem uma importante missão de promover a educação para o bem, não só do Estado do México, mas também do país; Nesta ocasião, como podemos contribuir para enriquecer a educação em todo o mundo?

Além disso, repito que os organizadores têm uma grande responsabilidade de reorientar a nossa sociedade para uma sociedade de coexistência, de reconhecer, integrar e aceitar aqueles que são diferentes, de refletir a partir da ética pessoal, se o que foi feito está certo. Ou você deveria se ajustar um pouco para se enquadrar nesses grupos; Nestas conferências, reconhece-se que a diversidade vai além do simples conhecimento das diferentes culturas que coexistem num país, e que é um motor de desenvolvimento, mas não só económico, mas deve conduzir a uma vida emocional, moral e intelectual mais enriquecida. ; E combater a polarização e os estereótipos, a fim de melhorar a compreensão e a cooperação entre diferentes culturas e alcançar a solidariedade e o apoio entre toda a humanidade.

Por sua vez, o Dr. Eduardo Blanco afirmou que desde a pandemia o ISCEEM teve que se reinventar e que para esta conferência internacional participam presencialmente e inscritos remotamente 428 professores de diferentes instituições; Ressaltando que 20 pessoas participarão da oficina “Conhecendo a Língua de Sinais Mexicana” ministrada pela professora Cielo Yamilit Fuelvas; e outros 30 para a oficina “Técnicas de Leitura e Escrita no Sistema Braille”; Isso faz parte da igualdade na educação buscada pela Governadora do Estado do México, Delfina Gomez Alvarez; e o Ministro da Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação, Miguel Ángel Hernández Espejel.

Foi a Dra. Ana Belém Diosdado Ramos, do órgão académico “Convivência e Diversidade em Ambientes Escolares” quem destacou: “O ISCEEM é uma instituição pública que cumpre uma missão académica indissociável da sua função social, que é fornecer conhecimento e recursos para melhorar o sistema educacional mexicano. Assim, a concretização deste objectivo é promovida através do trabalho de órgãos académicos, que realizam trabalhos colectivos em diversos domínios de investigação, e que desempenham tarefas substantivas como o ensino, a investigação, a publicação e a extensão, o que se reflecte em publicações, teses orientação e eventos acadêmicos como estes em que participam colegas do Equador, Peru, Argentina, Estados Unidos, Alemanha e México. Construir um diálogo de conhecimentos, experiências, desafios e obstáculos para abordar a diversidade no ambiente escolar.

Além dos mencionados acima, estiveram presentes a Dra. Stefani Medina Cervin, Diretora Geral do Instituto Mexicano de Pessoas com Deficiência; Professora Yvonne Yadira Jaimes Navarro, Secretária de Comunicação Acadêmica e Educacional, representando o Professor Marco Aurelio Carvajal Leyva, Secretário Geral da SMSEM; Arquiteto Julio César de Jesús García, Chefe do Departamento de Exposições e representante da professora Yuriko Elizabeth Rojas Moriyama, Diretora de Patrimônio Cultural da UAEMex; Karen Lizarraga Jauregui, Chefe de Talentos da Universidade UAEMex; Sr. Juan Carlos Rogel Rojas, Diretor de Projetos do Instituto Mexicano de Deficiência e Intérprete Assinado no Congresso Internacional ISCEEM.

No final da cerimónia foi inaugurada uma exposição fotográfica intitulada UAEMex sobre diversidade. Para abrir caminho à grande conferência “Rupturas, resistência ao multiculturalismo e integração na nova escola mexicana”, do Dr. Juan Belo Domínguez, professor da UNAM.

comentários

comentários