Deputados aprovam as contas gerais dos estados e municípios do exercício de 2022



Os deputados da Assembleia Legislativa do Estado do México aprovaram por unanimidade a qualificação e aprovação das contas públicas do estado e dos municípios para o exercício financeiro de 2022, após a apresentação do parecer e projeto de decreto emitido pela Comissão de Fiscalização da Agência Supervisora ​​do Estado do México. (Osfem), que se refere às contas das autoridades públicas, organismos auxiliares e órgãos auxiliares do Estado do México; Por outro lado, às câmaras municipais de 125 municípios.

Os deputados aprovaram o relatório geral de contas do exercício de 2022 (Foto: Redes Legislativas).

Subordinada ao Poder Legislativo do Estado do México, a Osfem é responsável pela supervisão das contas públicas com o objetivo de prevenir possíveis atos de corrupção e fortalecer as responsabilidades administrativas que possam ser apropriadas, e por isso emitiu o programa anual de auditoria para o exercício social de 2022, em que desenvolveu avaliação e apresentou relatório de resultados às contas públicas do estado e dos municípios, no dia 15 de novembro. Nesse sentido, uma vez revisadas, foram analisadas suas informações, com 94 revisões.

Entre estas revisões, destacam-se 3 revisões relacionadas com autoridades públicas: executiva, legislativa e judicial, 7 órgãos independentes e 84 órgãos auxiliares; Foram realizadas 36 auditorias, 11 de conformidade financeira, 8 de investimento material, 11 de desempenho e 6 de legitimidade.

No caso das contas municipais, foram realizadas 397 auditorias: 125 aos municípios, 125 aos sistemas municipais de DIF, 49 às organizações de operadores descentralizados de água e 95 aos institutos municipais de cultura física e desporto; Além disso, um para o Instituto Municipal da Juventude de Ayabango; um para o Instituto Municipal da Juventude de Toluca; Órgão público municipal descentralizado para manutenção de estradas em Cuautitlán Izcali.

Neste caso, são 108 auditorias: 34 de conformidade financeira, 26 de investimento material, 21 de desempenho e 27 de legalidade.

Deve-se notar que as auditorias de acompanhamento têm a oportunidade de esclarecer, mas se a observação persistir,

Será transferido para a Unidade de Investigação de Osvim para que seja realizada uma investigação relevante para determinar se é alegada uma infração administrativa grave ou não grave e, se possível, um relatório sobre a infração administrativa cometida pelos alegados arguidos e pelos autores. são identificados.

Nesse sentido, a deputada Evelyn Osornio enfatizou que a aprovação do projeto de lei não impede o tratamento das medidas promovidas pela Osfem; Além disso, a Comissão deve apresentar um relatório trimestral à Comissão Legislativa sobre os progressos realizados na fase de esclarecimento das observações promovidas.

comentários

comentários