free web hit counter

Eles conseguiram criar coleções em benefício dos produtores mexicanos de abacate



No Estado do México, a regulamentação através de uma associação ou coletivo é exigida pelos produtores de abacate presentes na entidade que permite a geração de investimentos em sistemas de refrigeração para prolongar a vida desta fruta e desta forma também aumentar os recursos econômicos gerados por esta cortar.

Enrique Jacob García, Diretor de Marketing da Secretaria Rural (Foto: Rebecca Morales).

Enrique Jacob Garcia, diretor de marketing do Ministério da Agricultura da entidade, observou que embora existam entre 3.000 e 4.000 produtores de abacate distribuídos em diferentes regiões do estado, atualmente não possuem certificados ou licenças para entrar nos mercados internacionais. A produção é sazonal, o que significa que quando está disponível na região o preço é baixo, o que reduz o lucro e o potencial de crescimento que o sector desfruta.

“Os abacates têm dois ciclos de produção de abacate por ano, de janeiro a março e de setembro a outubro, só têm abacate duas vezes por ano e quando os conseguem o mercado fica inundado e querem vendê-los a um preço elevado, mas é aí que o o preço é barato.

A disputa entre os produtores, especialmente Donato Guerra, decorre do facto de quando o preço de referência é fixado a nível nacional, normalmente é muito superior ao que movimentam no mercado, no entanto, o preço declarado é definido principalmente pelos produtores. Michoacan e Jalisco com certificações de nível internacional.

Nesse sentido, o que buscamos é gerar investimentos para fornecer o produto dentro do Estado do México, quase o ano todo, e isso é feito através de câmaras frigoríficas, mas o Ministério do Campo atualmente não tem recursos para fazer investimentos deste tipo.

A aposta, disse, é que produtores de municípios, como Donato Guerra, Otlautla, Icatzingo e Coatepec Harinas, possam se organizar para gerar esta cadeia de valor e gerar recursos mais importantes para os produtores.

Neste momento já temos uma marca coletiva, porém, a organização precisa ser muito mais ampla para alcançar os resultados esperados.

comentários

comentários