Eles criaram o atlas mais completo do rim fetal humano até hoje



Os cientistas examinaram os padrões de expressão genética de células únicas de 5 rins fetais humanos e criaram o atlas mais abrangente do rim fetal até o momento, que foi apresentado na ASN Kidney Week 2023, uma reunião da Sociedade Americana de Nefrologia.

O atlas, baseado em um total de 65.348 células, mostra trajetórias de estados celulares desde uma população progenitora até tipos de células maduras.

Ao examinar as propriedades deste mapa, os pesquisadores identificaram transições entre diferentes estados celulares e propriedades específicas durante o desenvolvimento fetal que caracterizam doenças genéticas humanas comuns e raras.

“Fomos capazes de identificar transições celulares e os genes que parecem conduzir essas transições, mapear estados de desenvolvimento e mostrar que as células tubulares são derivadas de uma população distinta das células meniscais, como foi demonstrado que ocorre em camundongos”, explica o primeiro autor Jonathan Levison. Do Hospital Infantil da Filadélfia (EUA).

“Encontramos algumas vias que foram levantadas como hipótese em humanos, mas não claramente comprovadas, que incluem células epiteliais parietais, células tubulares proximais e células meniscais”, continua ele.

Além disso, ao examinar genes envolvidos em casos raros de anomalias renais, identificaram condições celulares que pareciam ter maior probabilidade de serem afetadas. “Também examinamos a herança de características renais em adultos e encontramos evidências de que certas condições das células fetais podem contribuir sutilmente para a saúde renal mais tarde na vida”, acrescenta.

comentários

comentários