Eles ficam sabendo de duas possíveis pessoas envolvidas em um assassinato de mulheres ocorrido em Tikamac.



Agentes do Ministério Público do Estado (FGJEM) cumpriram mandado de prisão contra Eduardo “N”, 50, e Ana Luisa “N”, 28, acusados ​​de possível envolvimento em assassinato de mulheres, ato que cometeriam 15 de novembro em uma propriedade em Tikamac.

Os detidos teriam matado a vítima em um prédio no município de Tecamac e depois transportado o corpo para uma estrada no bairro Amplicion San Jerónimo Zonacahuacán, onde o deixaram.

Esta liminar foi entregue a eles sob custódia. Há poucos dias, pessoas potencialmente envolvidas foram detidas por elementos da Guarda Civil em Tecamaque por diversos atos criminosos e foram internadas no Centro Penitenciário e de Reinserção Social de Ecatepec.

A investigação iniciada sobre o assassinato de mulheres apurou que no dia dos fatos, a vítima, Eduardo “N”, que era seu companheiro amoroso, e Ana Luisa “N”, estavam dentro de um prédio localizado na rua San Bartolo, pertencente para o estado. Bairro Tecamac Centro. A certa altura, os detidos já a tinham agredido fisicamente e provocado a sua morte por asfixia.

As investigações desta instituição determinaram que depois de privar a vida desta pessoa, os envolvidos provavelmente transportaram o corpo, a bordo de um carro, para Camino Viejo, no bairro de Amplicacion San Jerónimo Zonacahuacán, neste município, onde ainda havia horas mais tarde. seja encontrado.

Na sequência dos acontecimentos, foi aberta uma investigação sobre um caso de homicídio de mulheres, tendo sido realizadas investigações de escritório e de campo que permitiram identificar os potenciais agressores, contra os quais o representante social solicitou um mandado de prisão.

Estas pessoas foram colocadas à disposição da autoridade judicial que determinará a sua situação jurídica, mas devem ser consideradas inocentes até que seja emitida uma condenação contra elas.

comentários

comentários