Funcionários envolvidos podem ser desqualificados para receber pagamento rosa



Segundo a superauditoria da Autoridade Suprema de Auditoria do Estado do México (Osfem), Miroslava Carrillo Martínez, nas tabelas de análise do Relatório de Contas Públicas de 2022, os deputados encontraram dúvidas sobre a distinção entre a auditoria e seu escopo, bem como seu interesse em favorecer funcionários públicos com salário rosa.

Miroslava Kario, Auditora Chefe da Osfem. (Foto: Manuel Luna)

“A questão ainda permanece: podem eles diferenciar entre o que é uma auditoria ou qual é o âmbito de uma auditoria de conformidade financeira ou uma recomendação feita por outra área ou uma revisão do Gabinete. Mas hoje, como vocês ouviram, eles se referiram à questão do social programas, se houver servidores públicos beneficiados nos municípios ou no estado; o relatório diz que sim.”

Quanto à existência de regime para servidores e dirigentes médios ou superiores, confirmou que não existe, mas como são funcionários públicos, têm vínculo empregatício, e as normas de funcionamento indicam em um dos requisitos o não exercício de vínculo empregatício. acessar o programa; “Existem cerca de 2.600 funcionários públicos.”

“Não é roubo, mas não cabe a mim avaliar, mas é algo inapropriado por não seguir a mesma regra de funcionamento.”

No entanto, sublinhou que ainda há um longo processo pela frente, “devo sublinhar que ainda é um processo longo, pois terminou a fase de auditoria, mas inicia-se uma fase igualmente especializada, que é a fase de esclarecimento e acompanhamento”. -Ele tem 120 dias para emitir relatório de dissolução, dissolução parcial ou não dissolução; Aí transferimos esse arquivo para a área de investigação da Osvim e até que as investigações sejam feitas já podemos saber os nomes dos agentes públicos, mas ainda temos um longo caminho a percorrer, são vários meses, cerca de 9 ou 10 meses. “

Quanto às penalidades, o servidor que permitiu ou inscreveu o outro servidor no programa social poderá ter direito a recebê-las, pois não deveria ter permitido tal situação, cabendo à Controladoria Interna que deverá aplicar as penalidades. penalidade para eles.

Lá, as penalidades vão da repreensão à inabilitação, por isso o chefe da auditoria afirmou que há espaço para oportunidade porque os órgãos de fiscalização interna ficaram para trás, deixando de aplicar a penalidade ou retirando o assunto em menos de dois dias. sobre a reforma das leis, mas sim um chamado ao serviço.

comentários

comentários