Idomex é o estado mais afetado pelos incêndios florestais



Atualmente, o estado do México ocupa o segundo lugar em termos de número de incêndios florestais registados no ano passado, mas ocupa o primeiro lugar em termos de área afetada.

Moises Nava Romero, Diretor da Protetora da Floresta. (Foto: Rebeca Morales)

No caso de Ixtapaloca, mais de 900 hectares foram danificados, em Temascaltepec 956 e em San Simón de Guerrero, 752, e no caso de Oquilan, foram 1.443 hectares em um grande incêndio que afetou uma área maior de árvores e pastagens.

Moisés Nava Romero, diretor do serviço de proteção florestal da autoridade, observou que embora a maior parte das áreas afetadas sejam pastagens, as medidas preventivas foram reforçadas antes do início da estação seca.

“Temos 25 batalhões divididos em nove regiões e essas brigadas já realizam trabalhos preventivos como combate a incêndios, queimadas controladas e abertura de estradas que também funcionam como medidas preventivas antes do início da estação seca”.

Os municípios estão empenhados em formar as suas brigadas e a Probosque está a implementar procedimentos de formação para lidar com incidentes, uma vez que os grupos comunitários são os primeiros a responder em caso de incêndio.

Entre as medidas que estão sendo implementadas lentamente estão 603 queimadas controladas, 773 quilômetros de aceiros, 72 quilômetros de blacklining e 62 cursos de capacitação para mais de 2.200 pessoas.

O responsável do Serviço Florestal indicou que o objectivo este ano é reduzir o número de incêndios, bem como acelerar o tempo de resposta aos mesmos.

comentários

comentários