Ligado à crueldade contra animais em Tlalnepantla






A Procuradoria-Geral da República (FGJEM) aprovou o possível envolvimento de José Luis “N” no caso de maus-tratos a animais. Em 23 de setembro, ele teria entrado em uma propriedade no bairro Lázaro Cárdenas, Seção III, em Tlalnepantla, onde teria atacado um cachorro com um objeto pontiagudo, causando ferimentos. Diante desses fatos, ele foi vinculado ao processo.

Em 23 de setembro, o detido entrou em uma propriedade em Tlalnepantla, onde teria atacado um cachorro com um objeto pontiagudo, causando ferimentos. (Foto: Privado)

A autoridade judicial decidiu iniciar um processo judicial contra José Luis “N” e fixou um prazo de 20 dias para uma investigação complementar. Além disso, foram impostas medidas cautelares, incluindo segurança financeira, utilização de localizador eletrónico, impedindo a aproximação da vítima e das testemunhas, bem como a separação da casa onde reside.

O dono do cachorro testemunhou o suposto ataque e denunciou o abuso do animal a um promotor. Ele iniciou uma investigação e coletou provas, o que levou à emissão de um mandado de prisão para José Luis “N.” Posteriormente, a polícia investigadora o prendeu e o encaminhou ao Centro Penitenciário e de Reinserção Social de Tlalnepantla, onde foi colocado à disposição da autoridade judicial.

É importante lembrar que um detido é considerado inocente até que seja emitido um veredicto de culpa contra ele.

comentários

comentários






Artigo anteriorVinculado à operação de caso de extorsão em Ecatepec