O Legislativo está vacinando mais de 800 de seus trabalhadores contra a gripe



Segundo a Unidade de Assistência Social da Autoridade Legislativa, desde a anterior Assembleia Legislativa, em coordenação com o Órgão de Coordenação Política, têm sido implementadas jornadas de vacinação anti-influência para prevenir e evitar a infecção na população em geral.

Equipe médica responsável pela vacinação durante o dia para prevenção da gripe (Foto: Manuel Luna).

Este evento é realizado todos os anos antes do início do inverno, que é o momento em que o setor implementa a vacina de influência, com o objetivo de aproximar a vacina dos trabalhadores porque muitas vezes por falta de tempo ou cansaço no trabalho eles não conseguem frequentar. Para aplicar este tipo de vacina é importante que seja aplicada para evitar algum tipo de doença ou epidemia como a que acabamos de presenciar.

Embora neste momento se limite apenas à gripe, também se candidataram contra a Covid e realizaram em outubro campanhas de saúde para as mulheres para prevenir o cancro da mama e do colo do útero.

Para a aplicação da vacina, eles contam com o apoio da equipe do ISIMEM, embora em anos anteriores fosse o setor de saúde do governo do estado que fazia a vacinação, mas assim como nos postos de saúde, eles aplicam a vacina contra Covid e influenza na população em geral, em O estatuto deste dia é contra a influência, pois é reservado apenas aos funcionários do poder legislativo; Começou na segunda-feira e termina na quinta-feira, e até agora 800 pessoas foram vacinadas.

A este respeito, Marcela Fragoso, médica geral da Unidade de Assistência Social do poder legislativo, explicou que todos os anos procuram fortalecer o sistema imunitário com este tipo de campanha.

“Essas campanhas protegem todos os colegas e assim evitam doenças mais graves ou com consequências.”

Para distinguir estas doenças respiratórias das alergias, disse que no caso destas últimas os sintomas são intermitentes mas ligeiros, mas quando o problema é respiratório torna-se crónico e há temperatura elevada ou dificuldade em respirar, podendo as costelas ser mais pronunciado e a saturação pode ser baixa.

“A importância da prevenção é fundamental, e assim evitamos ter que ficar no hospital e usar antibióticos. A prevenção torna a vida melhor. A prevenção também afeta a qualidade de vida, seguir uma boa alimentação e cuidar de nós mesmos. Entre isso é cuidar de nós mesmos através da prevenção, que são as vacinas.”

Por fim, em relação às pessoas céticas em relação às vacinas, afirmou que uma vacina para ser aprovada deve ter passado por muitos estudos e anos de pesquisas, por isso mesmo sendo o vírus, ela é diluída para que o sistema imunológico funcione melhor. Quando a doença já atingiu 100%, o organismo tem a possibilidade de evitar uma doença mais grave como a pneumonia, por isso as vacinas fortalecem o sistema imunológico.

comentários

comentários