free web hit counter

OFiT fará da morte um concerto com seis concertos



Ao longo destas semanas, como parte do Festival Internacional Alviniki, a Orquestra Filarmônica de Toluca dará cinco concertos em diferentes locais da capital mexicana; Da música ranchera à música clássica e uma programação dedicada aos que partiram no ano passado, esses serão os programas musicais que o OFiT apresentará nesses shows.

O OFiT retornará a este local no domingo, 12 de novembro, às 13h, para homenagear José Alfredo Jiménez por ocasião do 50º aniversário de sua morte.

Esta série de concertos terá início na quinta-feira, 19 de outubro, às 19h, e nesse dia a Orquestra Filarmônica de Toluca chegará à Paróquia Santa María de Guadalupe pela Autobahn San Pablo. Em entrevista a Así Sucede, Gerardo Urban y Fernández, diretor do OFiT, explicou que neste concerto a orquestra realizará algumas marchas fúnebres; Além disso, o público poderá desfrutar do Shimari-ku, dança tradicional que tem origem no povo Otomi.

A segunda apresentação acontecerá na Catedral de Toluca na quinta-feira, 26 de outubro, às 19h. Nesse concerto, a Orquestra Filarmônica de Toluca apresentará a marcha fúnebre de Mozart; Duas elegias para orquestra de cordas, as elegias são poemas dedicados aos falecidos. Da mesma forma, o OFiT incluirá neste programa de concertos o ciclo de canções de Gustav Mahler para crianças falecidas.

“Tocaremos o ciclo de canções para crianças falecidas. Nós, pais, sabemos bem disso: quanta dor e quanta tristeza sentimos quando perdemos nossos filhos, principalmente quando são bebês. Gustav Mahler, o grande compositor austríaco, fez um ciclo porque teve a infelicidade de perder muitos de seus filhos muito pequenos e escreveu algo que fez seu coração pensar: Como serão as crianças lá no céu? Como se fossem realmente crianças o falecido pudesse cantar para nós sobre como elas são saudáveis e como estão felizes. “Será no dia 26 de outubro às 19h”, disse Gerardo Urban y Fernández. 10h na Catedral de Toluca.

O terceiro concerto que o OFiT apresentará no âmbito do Festival Internacional Alviniki será no dia 29 de outubro; Uma performance chamada “Danzando al Mictlán” onde a música orquestral se combina com a dança para representar a celebração eterna. O programa incluirá três marchas fúnebres de Franz Liszt; Charles Gounod e Modeste Mussorgsky. O programa terminará com a música “Dance Macabre” de Camille Saint-Saëns.

Carmina Burana será uma das outras apresentações que a Orquestra Filarmônica de Toluca realizará nas próximas semanas. OFiT apresentará esta cantata secular de Carl Orff acompanhada pelo conjunto vocal; O Coro Infantil e Juvenil da Câmara Municipal de Toluca, bem como o Coro do Conservatório Nacional de Música. O show será na quinta-feira, 2 de novembro, às 17h, no Teatro Morelos.

O OFiT retornará a este local no domingo, 12 de novembro, às 13h, para homenagear José Alfredo Jiménez por ocasião do 50º aniversário de sua morte.

“Neste concerto será tocada a única passagem famosa de Toluca composta por José Alfredo Jiménez, porque desde que viveu aqui, ele fala e conta sobre as portas de Toluca; do vulcão; dos acampamentos; de muitas coisas e compôs esta passagem chamada “Yo soy toluqueño”. Estrearemos sua versão sinfônica no domingo, 12 de novembro, à uma da tarde, no Teatro Morelos.

A participação da Orquestra Filarmônica de Toluca no Festival Internacional de Alviniki culminará no domingo, 19 de novembro, às 13h, com mais um concerto no Teatro Morelos, dando continuidade ao ciclo das sinfonias mais famosas do mundo, ciclo que ao longo de 2023 o OFiT interpretará.

O diretor da Orquestra Filarmônica de Toluca informou que o acesso a todos esses concertos será gratuito, embora tenha destacado que para o concerto do dia 2 de novembro haverá uma linha de acesso preferencial para quem comparecer vestido de Caterina e Catherine.

comentários

comentários