Precisamos de um exército de pessoas nos conselhos eleitorais: Paola Melgarejo



A Comissão Permanente de Organização do Instituto Eleitoral do Estado do México, presidida pela Conselheira Eleitoral Paola Melgarejo, continua a trabalhar em coordenação com o Instituto Nacional Eleitoral (INE), enfrentando o processo eleitoral de 2024; Uma vez que a Instituição Nacional Eleitoral deverá aprovar os documentos utilizados para tal, para eleições simultâneas onde serão eleitos prefeitos, sindicatos e membros dos conselhos locais, além dos conselhos locais; Na esfera federal, serão eleitos a presidência da república, os membros do Senado e dos conselhos federais.

Consultora eleitoral Paola Melgarejo (Foto: Manuel Luna).

“Relativamente ao que a organização está a fazer, estamos em contacto com o Instituto Nacional Eleitoral, e de acordo com o nosso acordo relativamente à preparação e aprovação de documentos e materiais eleitorais, estão em curso trabalhos; Já enviamos as nossas propostas, devem ser aprovadas primeiro pelo conselho local do Instituto Nacional de Estatística e depois pela Direcção da Autoridade Central do próprio Instituto Nacional de Estatística onde validam os nossos formatos, e agora já validaram os formatos dos nossos documentos eleitorais sem logotipos, Sentimos falta deles nos aprovando com slogans; No próximo ano começaremos a preparar documentos e materiais eleitorais.”

Sobre se vão precisar de mais quadros adicionais, afirmou que serão instalados 170 conselhos para este processo eleitoral, pelo que é necessário um exército de cidadãos.

“Precisamos de um exército de pessoas que tenham que fazer parte desses conselhos, são 170 pessoas mais todos os vereadores; Temos agora também uma chamada de observadores, para o monitoramento realizado pelo Instituto; Com o tempo, haverá também formadores e assistentes eleitorais locais, e também precisaremos do apoio dos cidadãos para se associarem connosco.

Salientou que o convite para formadores eleitorais será publicado na primeira semana de Janeiro.

Por fim, afirmou que neste processo eleitoral serão criados um total de 170 conselhos, incluindo 45 regiões e 125 municípios.

comentários

comentários