Voluntários da Cruz Vermelha que apoiaram vítimas em Guerrero retornam ao Idomex



O Representante Estadual da Cruz Vermelha Mexicana no Estado do México, Jorge Alberto Forasteri Muñoz, liderou a recepção do primeiro grupo de técnicos de emergência médica que retornou do Estado de Guerrero, depois de trabalhar durante duas semanas apoiando a população afetada pelo desastre . O Furacão Otis expressou o seu apreço e orgulho nesta instituição pelo trabalho realizado por estas mulheres e homens exemplares.

Eles são o exemplo vivo de tudo o que há de bom na Cruz Vermelha: Jorge Alberto Forasteri Muñoz.

“Além de recebê-los, quero dizer que estamos muito orgulhosos de todos vocês porque vocês romperam aquele lugar e entregaram sua alma lá, em Guerrero, e estamos muito orgulhosos de todos vocês. Vocês, todos um de vocês, é o exemplo vivo de tudo de bom na Cruz”, disse Forasteri Muñoz.

Em nome da Fundação, o Representante Estadual da Cruz Vermelha no México agradeceu a todos os membros da primeira missão humanitária que trabalhou em nome das vítimas do furacão Otis pela sua dedicação, disciplina e esforço na prestação de socorro às vítimas. População afetada.

Foi uma experiência maravilhosa, muito rica, com muito sofrimento e muitos sacrifícios; “Eles demonstraram a capacidade da Cruz Vermelha Mexicana de responder a esse tipo de circunstâncias adversas e, ao trabalhar em meio às adversidades, contribuíram para restaurar a confiança dos cidadãos nos princípios e valores que tornam a Cruz Vermelha grande”, Forasteri disse. Muñoz, acompanhado pela Coordenadora Geral da Delegação do Estado do México, Silvia Leticia Olivares Escudero; O coordenador de ajuda governamental, Ricardo Compián Armendariz, bem como os coordenadores estaduais.

Afirmou que os voluntários da Cruz Vermelha Mexicana e a delegação do Estado do México representam no estado de Guerrero a solidariedade demonstrada pelos mexicanos nos cinco centros de coleta administrados pela Fundação em Cuautitlán México, Huexquilocan, Lilas, Naucalpan, e Toluca, onde contribuíram com alimentos e velas para higiene pessoal e doméstica em benefício daqueles que perderam tudo, algo devido a um fenômeno hidrometeorológico.

A primeira missão de técnicos de emergência médica que se deslocaram ao estado de Guerrero para apoiar a população afetada foi composta por 16 especialistas em resgate urbano, resgate rápido em águas e inundações, resgate vertical e atendimento médico pré-hospitalar.

Fizeram parte desta missão técnicos de emergência médica: Oscar Ulises Morales, Anaele Callejas Flores e José Daniel Partida Cruz, da delegação de Tlalnepantla; Diego Álvarez Aron, Diego Andre Luisillo del Río e Paula Lucía Bo Sanchez, da delegação Huixquilocan; Saul Josadac Jiménez Sánchez, Pedro Azanette Rivera Cardona, Patricia Alcantara Anduaga, David Neftali Hernández Sánchez, Edgar Allan Alfaro Arellano e Rosario Itzel Islas González, da delegação de Cuautitlan no México; Miguel Angel García Chimal, Isela Arcelia Hernández e José Antonio Palma Alvarez, da delegação de Toluca; Carlos Vargas Salazar e Roberto Cruz, da delegação Atizapan em Saragoça, além de Benjamin Herrera Gonzalez, que comandou a seleção mexicana.

comentários

comentários